(19) 3231 1820

(19) 3234 4612

(19) 98103 0418

(19) 98103 0418

Atendimento via Whatsap

Toque para acessar

A leguminosa é rica em substâncias que afastam o cansaço e a anemia. Sem contar que contribui para a sensação de bem-estar

A origem dessa leguminosa é incerta, mas as apostas recaem sobre a região do Mediterrâneo, em especial onde hoje é a Turquia. Trata-se de um alimento de cultivo milenar. São de tempos longínquos, aliás, os rumores de que o grão-de-bico teria poderes afrodisíacos. Diz a lenda que os antigos romanos alimentavam seus melhores cavalos com os grãos para dar aquela força à reprodução dos animais. Sobre seus efeitos diretos na libido não há comprovação científica.

No entanto, o grão esconde compostos que são, sim, sinônimos de vigor. A começar pela generosa porção de carboidratos, nutriente indispensável para repor a energia. Somam-se a ele as doses de ferro, um mineral bastante conhecido por atuar contra a anemia e, portanto, afastar o cansaço. Ele guarda ainda ácido fólico, vitamina que também tem sido associada ao combate do desânimo e da tristeza.

Seu maior triunfo, entretanto, atende pelo nome de triptofano, que nada mais é que um pedacinho de proteína, ou, como preferem os entendidos, um aminoácido. O grão-de-bico é dos poucos vegetais que oferecem doses significativas da substância, que é percursora da serotonina. Lá no cérebro, esse neurotransmissor é um dos responsáveis pela sensação de bem-estar.

Um conselho

Para variar o consumo no dia a dia, uma sugestão é preparar uma pasta para montar sanduíches - é o húmus, popular na culinária árabe. Basta cozinhar bem os grãos, escorrê-los e bater no liquidificador com um pouco de água até conseguir a consistência desejada. Alho, limão, azeite e outros ingredientes conferem mais sabor e benefícios.

Fonte: Saúde Abril